Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação da enzima ctp:fosfoetanolamina-citidilil-transferase e do transporte de etanolamina como novos alvos para o desenvolvimento racional de novos fármacos para o tratamento do carcinoma de pulmão de não-pequenas células

Processo: 16/09392-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Emer Suavinho Ferro
Beneficiário:Sarah Fernandes Teixeira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18528-7 - Desenvolvimento de novo candidato a fármaco para o tratamento do carcinoma de pulmão de células não pequenas: CHY-1, inibidor de autofagia e protótipo de nova classe de inibidores da enzima CTP: fosfoetanolamina citidililtransferase, AP.JP
Assunto(s):Oncologia

Resumo

O câncer de pulmão é um desafio à saúde pública devido a sua alta incidência de mortalidade no mundo. Desta forma, é urgente a busca por novas abordagens terapêuticas para seu tratamento. A intervenção do metabolismo dos fosfolipídios e, em especial, da fosfatidiletanolamina (PE) tem um importante potencial para o desenvolvimento de novas estratégias de tratamento para o câncer de pulmão. A PE é um dos principais componentes das membranas plasmáticas e está relacionada à progressão tumoral. Cabe ainda notar que a PE está aumentada nos tecidos tumorais de amostras de pacientes com carcinoma de pulmão de não-pequenas células (CPNPC). A principal rota de síntese da PE é a via de Kennedy cuja etapa limitante é realizada pela enzima CTP:fosfoetanolamina-citidilil-transferase (Pcyt2), enzima frequentemente superexpressa em células neoplásicas, inclusive nas células de câncer de pulmão. Há também outra rota minoritária de produção de PE, porém ambas as rotas dependem do aporte do seu substrato inicial, a etanolamina. Assim, sua disponibilidade restringe a produção de PE. Neste contexto, a disponibilidade de etanolamina é determinada principalmente pelo seu transporte para o citosol, através de um transportador ou difundido por vesículas. Dessa forma, devido à importância da PE no contexto tumoral e dado aos mecanismos envolvidos em sua produção, há dois potenciais alvos no metabolismo da PE: a enzima Pcyt2 e o transporte de etanolamina. Frente ao exposto, este projeto irá avaliar in vitro e in vivo a capacidade da modulação da expressão e atividade da enzima Pcyt2 e a inibição do transporte de etanolamina, em modelo de CPNPC. Portanto, será validado o potencial terapêutico destes alvos para o desenvolvimento racional de novos fármacos para tratamento de CPNPC.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MAMBELLI, LISLEY I.; TEIXEIRA, SARAH F.; JORGE, SALOMAO D.; KAWAMURA, BARBARA; MENEGUELO, RENATO; BARBUTO, JOSE A. M.; DE AZEVEDO, RICARDO A.; FERREIRA, ADILSON K. Phosphoethanolamine induces caspase-independent cell death by reducing the expression of C-RAF and inhibits tumor growth in human melanoma model. BIOMEDICINE & PHARMACOTHERAPY, v. 103, p. 18-28, JUL 2018. Citações Web of Science: 1.
TEIXEIRA, SARAH F.; RODRIGUES, CECILIA P.; COSTA, CICERO J. S.; PETTINATI, THAIS N.; DE AZEVEDO, RICARDO A.; MAMBELLI, I, LISLEY; JORGE, SALOMAO D.; RAMOS, RODRIGO N.; FERRO, EMER S.; BARBUTO, JOSE A. M.; FERREIRA, ADILSON K. Edelfosine: An Antitumor Drug Prototype. ANTI-CANCER AGENTS IN MEDICINAL CHEMISTRY, v. 18, n. 6, p. 865-874, 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.