Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do envolvimento de DUSP12 e seus alvos nucleares na resposta de modelos celulares hepáticos ao estresse genotóxico

Processo: 22/13414-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2023
Vigência (Término): 31 de julho de 2026
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Fábio Luis Forti
Beneficiário:Viktor Kalbermatter Boell
Instituição Sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Proteína tirosina fosfatase não receptora tipo 12   Dano ao DNA   Carcinoma hepatocelular   Instabilidade genômica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Dusp12 | estresse genotóxico | hepatocarcinoma | Hp1Bp3 | instabilidade genômica | Nat10 | Instabilidade genômica

Resumo

Proteínas tirosina fosfatases (PTPs) catalisam a remoção de grupamentos fosfato de resíduos de tirosina em proteínas, principalmente, modulando a atividade de seus substratos. Dentre elas, aproximadamente metade corresponde a proteínas tirosina fosfatases de especificidade dual (DUSPs), nas quais a atividade catalítica também abrange resíduos de fosfoserina ou fosfotreonina. Nos últimos anos, o envolvimento de DUSPs em diversas patologias vem sendo evidenciado, de modo que avanços na compreensão da atividade biológica destas fosfatases carecem da identificação de seus substratos ou parceiros de atuação. Neste sentido, é digna de nota a elevada expressão de DUSP12 observada em células cancerosas, a qual colabora para a aquisição de fenótipos favoráveis à progressão tumoral. Recentemente, nosso grupo identificou a interação de DUSP12 com as proteínas nucleares NAT10 e HP1BP3 em linhagens de adenocarcinoma de mama e pulmão submetidas a diferentes tipos de estresse genotóxico, sugerindo o seu envolvimento em processos de regulação da expressão gênica e manutenção estabilidade genômica. No entanto, são necessárias investigações que avaliem estas interações sob o ponto de vista molecular e funcional em células onde a expressão destas proteínas seja relevante para o seu fenótipo. Dessa maneira, este projeto visa caracterizar a resposta de linhagens celulares hepáticas em condições de estresse genotóxico, investigando o envolvimento de DUSP12, NAT10 e HP1BP3 em mecanismos de manutenção da estabilidade genômica. Os resultados obtidos por este projeto certamente contribuirão com o entendimento da atividade biológica das DUSPs e permitirão a proposição de novas estratégias diagnósticas e terapêuticas para pacientes com hepatocarcinoma e outras patologias hepáticas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)