Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do Amblyomin-X na interface do sistema imune e hemostático durante a progressão do tumor RENCA ( carcinoma renal murino): in vivo e in vitro

Processo: 12/06944-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Ana Marisa Chudzinski-Tavassi
Beneficiário:Jean Gabriel de Souza
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/23493-5 - Atividade imunogênica do Amblyomin-X em Linfócitos T humanos, BE.EP.DR
Assunto(s):Amblyomin-X

Resumo

As células cancerosas são provenientes de uma célula normal que sofreu alterações em sua expressão gênica, podem levar ao desenvolvimento do fenótipo maligno. O microambiente tumoral, composto por células cancerosas, matriz extracelular, fibroblastos, células do sistema imunológico e células endoteliais possui papel decisivo na gênese e progressão dos cânceres, tornando-se fundamental conhecer as vias de sinalização envolvidas para este processo patológico.Está descrito na literatura a importância de mediadores e efetores celulares da inflamação no microambiente tumoral, favorecendo ou inibindo o desenvolvimento do tumor. Nesse processo inflamatório, sabe-se que os macrófagos e as células B-1 presentes na cavidade peritoneal exercem grande atividade sobre a formação do tumor. Portanto, dependendo do contexto, as células inflamatórias podem ter papel benéfico e/ou prejudicial, estando envolvidas na patogênese de diversas doenças, incluindo as neoplasias. Além disso, a presença de um microambiente inflamatório, produção aberrante de proteínas e necrose associado à gênese tumoral, pode desencadear distúrbios no sistema hemostático, desencadeando alterações na coagulação e induzindo um fenótipo pró-trombótico.O tumor RENCA tem imunogenicidade baixa a moderada e pode ser injetado no sítio ortotópico, tornando-se altamente vascularizado durante seu crescimento, pode invadir localmente e formar metástases em linfonodos regionais, pulmões e fígado. Este tumor tem desenvolvimento progressivo, parecido ao descrito para o câncer renal humano, permitindo ser considerado um dos principais modelos para avaliação de abordagens química e imunoterapêuticas ao tratamento do câncer renal. Recentemente, foi obtida em nosso laboratório uma proteína recombinante originária da glândula salivar do carrapato Amblyomma cajennense, designada Amblyomin-X. Nossos dados evidenciaram que essa proteína induz apoptose em células tumorais distintas. Além disso, a proteína possui atividade anticoagulante pela inibição do FXa da coagulação sanguinea. Frente aos resultados evidenciados pela ação do Amblyomin-X sugere-se que a proteína possa de alguma maneira estar modulando a resposta imunológica no "clearance" do microambiente tumoral e auxiliando na redução da formação de metástases.Dessa maneira, são objetivos deste projeto: a) Caracterizar a ação do Amblyomin-X no perfil populacional de células peritoneais de animais portadores de metástases de Tumor RENCA e sua atividade secretória b) Averiguar a atividade secretória das células peritoneais aderentes co-cultivadas com as células tumorais de linhagem RENCA, c) Caracterizar sobrevida e padrão de metástases de tumor RENCA após nefrectomia e 10 dias de tratamento com Amblyomin-X d) avaliar o efeito do Amblyomin-X sobre diversos parâmetros da coagulação no modelo in vivo, e e) Determinar o padrão de resposta imune frente ao tumor e ao tratamento com Amblyomin-X, enfatizando o papel de células dendríticas , subpopulações de macrófagos e linfócitos T.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PAVON, LORENA FAVARO; CAPPER, DAVID; SIBOV, TATIANA TAIS; CAMINADA DE TOLEDO, SILVIA REGINA; THOMALE, ULRICH-W.; DE SOUZA, JEAN GABRIEL; CABRAL, FRANCISCO ROMERO; BERRA, CAROLINA MARIA; SILVA DA COSTA, MARCOS DEVANIR; NICACIO, JARDEL MENDONCA; DASTOLI, PATRICIA ALESSANDRA; DE OLIVEIRA, DANIELA MARA; MALHEIROS, SUZANA M. F.; DA CRUZ, EDGAR FERREIRA; MALHEIROS, JACKELINE MORAES; DE OLIVEIRA, SERGIO MASCARENHAS; SILVA, NASJLA SABA; PETRILLI, ANTONIO SERGIO; CAPPELLANO, ANDREA MARIA; BRUNIALTI, MILENA COLO; SALOMAO, REINALDO; DE PAIVA NETO, MANOEL A.; CHUDZINSKI-TAVASSI, ANA MARISA; CAVALHEIRO, SERGIO. New therapeutic target for pediatric anaplastic ependymoma control: study of anti-tumor activity by a Kunitz-type molecule, Amblyomin-X. SCIENTIFIC REPORTS, v. 9, JUL 10 2019. Citações Web of Science: 0.
DE SOUZA, JEAN GABRIEL; MORAIS, KATIA L. P.; ANGLES-CANO, EDUARDO; BOUFLEUR, PAMELA; DE MELLO, EVANDRO SOBROZA; MARIA, DURVANEI AUGUSTO; TAEMI ORIGASSA, CLARICE SILVIA; ZAMPOLLI, HAMILTON DE CAMPOS; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN; BERRA, CAROLINA MARIA; BOSCH, ROSEMARY VIOLA; CHUDZINSKI-TAVASSI, ANA MARISA. Promising pharmacological profile of a Kunitz-type inhibitor in murine renal cell carcinoma model. ONCOTARGET, v. 7, n. 38, p. 62255-62266, SEP 20 2016. Citações Web of Science: 6.
DREWES, C. C.; DIAS, R. Y.; BRANCO, V. G.; CAVALCANTE, M. F.; SOUZA, J. G.; ABDALLA, D. S. P.; CHUDZINSKI-TAVASSI, A. M.; FARSKY, S. H. P. Post-transcriptional control of Amblyomin-X on secretion of vascular endothelial growth factor and expression of adhesion molecules in endothelial cells. Toxicon, v. 101, p. 1-10, JUL 2015. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.