Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise proteômica de tecido hipocampal obtido de pacientes e de modelos animais de epilepsia do lobo temporal mesial: um estudo comparativo

Processo: 15/12960-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 05 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Iscia Teresinha Lopes Cendes
Beneficiário:Amanda Morato Do Canto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07559-3 - Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia - BRAINN, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):19/04335-3 - Identificação de proteínas diferencialmente fosforiladas em tecidos cerebral de pacientes com epilepsia do lobo temporal mesias e esclerose hipocampal, BE.EP.DR
Assunto(s):Hipocampo   Proteínas   Epilepsia   Proteômica   Neurologia   Modelos animais

Resumo

As epilepsias são doenças neurológicas crônicas decorrentes de alterações das funções cerebrais que afetam aproximadamente 2% da população mundial. Uma característica comum a todas as formas de epilepsia é a ocorrência de crises epilépticas que são causadas por descargas neuronais anormais que ocorrem de forma passageira, sincrônica e desorganizada, levando às manifestações clínicas dependentes da região do sistema nervoso central afetada. A epilepsia do lobo temporal (ELT) é a forma mais frequente de epilepsia em adultos, caracterizada clinicamente por um desenvolvimento progressivo de crises epilépticas com foco no lobo temporal, sendo uma importante parcela dos casos associada à esclerose hipocampal, lesão histopatológica típica que pode ser vista em pacientes e em alguns modelos animais, nesse caso é classificada como ELT mesial.. Por sua vez as técnicas recentes de proteômica oferecem ferramentas poderosas que nos permitem encontrar proteínas alteradas em resposta a insultos internos, externos, alterações no desenvolvimento, etc. Isso posto, nosso objetivo principal é analisar e comparar as mudanças a níveis proteico que ocorrem no tecido hipocampal de pacientes e de modelos animais com ELTM em comparação a controles normais. Para refinar a resolução espacial das estruturas estudadas dentro do hipocampo utilizaremos a microdissecção a laser das sub-regiões hipocampais a fim de melhor isolar populações celulares de interesse. Consideramos que nosso estudo pode fornecer informações cruciais e originais a respeito dos mecanismos moleculares envolvidos na lesão hipocampal que ocorre na ELTM, já que este será o primeiro estudo a comparar os achados em tecido de pacientes e em modelos animais com ELTM utilizando técnicas de proteômica baseada na espectrometria de massas de alta sensibilidade. Além disso, propomos nos concentrar em técnicas específicas para a identificação de proteínas de membrana e proteínas diferencialmente fosforiladas.