Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos de regulação da expressão da proteína quinase c atípica PKMz, e identificação do seu interactoma em contextos neurais específicos

Processo: 15/17812-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 28 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Deborah Schechtman
Beneficiário:Dimitrius Tansini Pramio
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transdução de sinais   Epigênese genética   Interação proteína-proteína   Neoplasias mamárias

Resumo

O câncer de mama é uma doença frequente entre as mulheres, de comportamento clínico heterogêneo, e composto por uma vasta gama de perfis moleculares. Inserida neste contexto, a família da proteína quinase C, um conjunto de dez serina/treonina quinases, é de importância central, e está relacionada com inúmeras funções celulares. No entanto, o papel exato de cada isoenzima ainda não está bem definido nos diferentes subtipos desta doença. A identificação da atividade diferencial, localização subcelular e caracterização dos substratos das PKCs nos diferentes subtipos de câncer de mama são, portanto essenciais para o entendimento da biologia destes tipos de tumores. Recentemente nosso grupo desenvolveu anticorpos poli e monoclonais que reconhecem especificamente as PKCs clássicas (cPKCs) ativas, e com essa ferramenta inovadora em mãos nos propomos a estudar a atividade das cPKCs ativas em uma linhagem de câncer de mama com perfil molecular luminal estrogênio positiva (ER+), MCF-7, e em amostras de pacientes com esse tipo de tumor. Dados anteriores do nosso laboratório demonstraram que as PKCsbI e bII são primordialmente expressas no núcleo das células MCF-7. Para detectar quais os possíveis substratos nucleares destas isoenzimas, realizaremos ensaios de imunoprecipitação e Bimolecular fluorescence complementation (BiFC). Ainda, observaremos neste modelo a fosforilação de resíduos específicos de histonas que atuam como importantes marcas epigenéticas, por meio de ensaios in vitro e de imunoprecipitação da cromatina, validando estes dados em pacientes com tumores de mama ER+. Desta forma, identificaremos proteínas que interagem com as cPKCs e podem se tornar futuros biomarcadores ou alvos terapêuticos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA, PAULO SERGIO L.; FERRAZ, FELIPE AUGUSTO N.; PENA, DARLENE A.; PRAMIO, DIMITRIUS T.; MORAIS, FELIPE A.; SCHECHTMAN, DEBORAH. Revisiting protein kinase-substrate interactions: Toward therapeutic development. Science Signaling, v. 9, n. 420 MAR 22 2016. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.