Busca avançada
Ano de início
Entree

Concentração e fracionamento por membranas de hidrolisado protéico de levedura residual cervejeira

Processo: 16/18465-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Miriam Dupas Hubinger
Beneficiário:Gabriela Vollet Marson
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/04067-6 - Concentração e fracionamento por membranas de hidrolisado proteico de levedura residual cervejeira, BE.EP.DD
Assunto(s):Hidrolisados de proteína   Leveduras   Peptídeos   Cerveja   Interações hidrofóbicas e hidrofílicas   Resíduos industriais   Indústria cervejeira

Resumo

O segundo maior resíduo produzido pela indústria cervejeira é a levedura residual. É rica em nutrientes, sobretudo em proteínas, mas é ainda principalmente destinada à alimentação animal. Os objetivos desse trabalho são estudar a hidrólise proteica de levedura residual cervejeira, fracionar, concentrar e caracterizar as frações proteicas obtidas, identificar os peptídeos e avaliar sua atividade biológica. Para este propósito, será realizada a ruptura da parede celular para liberação dos compostos intracelulares. Em seguida será feito um estudo de otimização da hidrólise proteica (pH, temperatura, concentração do substrato e razão enzima:substrato) do resíduo, com as enzimas: alcalase", protamex" e flavourzyme" avaliando o processo quanto à recuperação de proteínas e ao grau de hidrólise, e o hidrolisado quanto ao conteúdo de sólidos solúveis totais, hidrofobicidade e atividade antioxidante. O hidrolisado estudado será fracionado e concentrado em membranas de ultra e nanofiltração. O processo de separação por membranas será avaliado através de análises na superfície das membranas e da caracterização das frações obtidas (alimentação, concentrado e permeado) em termos principalmente de atividade antioxidante e hidrofobicidade em solução. Por fim, o produto do processo de separação por membranas que apresentar a maior atividade antioxidante e hidrofobicidade, terá seu perfil de aminoácidos determinado e será identificado. Após a identificação, será definida a atividade biológica a ser estudada. Assim, o projeto propõe um reaproveitamento completo de um resíduo, diminuindo o impacto ambiental do processo de produção de cerveja e obtendo um produto proteico de alto valor agregado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARSON, GABRIELA VOLLET; DE CASTRO, RUANN JANSER SOARES; BELLEVILLE, MARIE-PIERRE; HUBINGER, MIRIAM DUPAS. Spent brewer's yeast as a source of high added value molecules: a systematic review on its characteristics, processing and potential applications. WORLD JOURNAL OF MICROBIOLOGY & BIOTECHNOLOGY, v. 36, n. 7 JUN 24 2020. Citações Web of Science: 0.
MARSON, GABRIELA VOLLET; SOARES DE CASTRO, RUANN JANSER; DA COSTA MACHADO, MARIANA TEIXEIRA; ZANDONADI, FLAVIA DA SILVA; DE FREITAS QUEIROZ BARROS, HELENA DIAS; MAROSTICA JUNIOR, MARIO ROBERTO; SUSSULINI, ALESSANDRA; HUBINGER, MIRIAM DUPAS. Proteolytic enzymes positively modulated the physicochemical and antioxidant properties of spent yeast protein hydrolysates. Process Biochemistry, v. 91, p. 34-45, APR 2020. Citações Web of Science: 0.
MARSON, GABRIELA VOLLET; DA COSTA MACHADO, MARIANA TEIXEIRA; SOARES DE CASTRO, RUANN JANSER; HUBINGER, MIRIAM DUPAS. Sequential hydrolysis of spent brewer's yeast improved its physico-chemical characteristics and antioxidant properties: A strategy to transform waste into added-value biomolecules. Process Biochemistry, v. 84, p. 91-102, SEP 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.