Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos complexos metálicos de Ag(I), Pd(II) e Pt(II) com ligantes utilizados no tratamento da Tuberculose: síntese e avaliação in vitro das atividades antimicrobiana e antiproliferativa

Processo: 17/25995-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Pedro Paulo Corbi
Beneficiário:Carlos Marrote Manzano
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Síntese   Química médica   Compostos de coordenação   Anti-infecciosos   Tuberculose   Neoplasias   Química bioinorgânica

Resumo

A crescente resistência bacteriana a antibióticos é uma preocupação global, tornando urgente o desenvolvimento de novos fármacos que possam combater infecções graves. A Tuberculose, causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, está entre as doenças infecciosas que mais matam no mundo. Um dos motivos para o aumento da mortalidade por Tuberculose é o surgimento de diversas cepas multirresistentes aos fármacos de primeira linha de tratamento, sendo essencial o uso da combinação de fármacos de segunda linha. Uma das estratégias para combater essa resistência é a associação de fármacos já conhecidos e consagrados na clínica médica com íons metálicos que tenham atividade antimicrobiana, esperando que o composto de coordenação resultante tenha uma atividade aditiva ou sinérgica com o ligante. Complexos metálicos com íons Ag(I) e Pt(II) são conhecidos tanto por suas atividades antibacterianas quanto antitumorais, visto os exemplos na clínica médica do uso de sulfadiazina de prata para o tratamento de infecções bacterianas de pele e da cisplatina, usada na quimioterapia do Câncer e que também possui considerável atividade antimicrobiana. Esses e outros íons metálicos vem sendo considerados por grupos de pesquisa para desenvolvimento de novos complexos metálicos candidatos a fármacos. Inserido nesse contexto, o objetivo desse projeto é a síntese, com otimização das etapas, e caracterização de novos complexos de Ag(I), Pt(II) e Pd(II) empregando como ligantes os fármacos D-cicloserina e canamicina A, usados no tratamento da Tuberculose, e alguns derivados de ácido antranílico que possuem alta atividade frente a Mycobacterium tuberculosis. Nesse projeto avaliaremos a atividade dos novos complexos frente ao Mycobacterium tuberculosis, bem como a capacidade de inibição da proliferação de células eucarióticas empregando-se linhagens humanas tumorais e não tumorais. Além disso, o projeto visa também estudar a interação dos complexos com diversas biomoléculas para sugerir mecanismos de ação biológica para os mesmos. Com os resultados obtidos deseja-se determinar o potencial farmacológico de novos complexos de Ag(I), Pt(II) e Pd(II) visando o tratamento de doenças infecciosas graves como a Tuberculose, bem como o tratamento do Câncer. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FIORI-DUARTE, ANA THEREZA; BERGAMINI, FERNANDO R. G.; DE PAIVA, RAPHAEL ENOQUE E.; MANZANO, CARLOS M.; LUSTRI, WILTON R.; CORBI, PEDRO P. A new palladium(II) complex with ibuprofen: Spectroscopic characterization, DFT studies, antibacterial activities and interaction with biomolecules. Journal of Molecular Structure, v. 1186, p. 144-154, JUN 15 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.