Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações genômicas submicroscópicas investigadas por meio da técnica de array-CGH em quadros clínicos específicos: surdez hereditária não sindrômica e defeitos de desenvolvimento mülleriano

Processo: 09/05620-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Carla Rosenberg
Beneficiário:Erika Cristina Lopes Burrone de Freitas
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/00898-1 - Desequilíbrios genômicos submicroscópicos em quadros clínicos específicos de anomalias congênitas e deficiência mental, AP.TEM
Assunto(s):Surdez   Citogenética molecular

Resumo

Hibridação comparativa de genomas em microarray ou array-CGH (aCGH) é uma técnica que permite investigar perdas e ganhos de sequências de DNA no genoma inteiro com resolução 2-3 ordens de magnitude maior do que a citogenética clássica. O uso da técnica de aCGH na pesquisa acelerou o passo de descobertas na genética humana. A alta resolução oferecida pela técnica vem sendo usada para definir regiões de gênicas supostamente responsáveis por doenças humanas e torna-se então uma ferramenta potente para investigar malformações nas quais a etiologia ainda é desconhecida. Como as aberrações cromossômicas são frequentemente associadas a anomalias congênitas e dismorfismos, essas alterações também estão envolvidas na etiologia da surdez hereditária não sindrômica e dos defeitos de desenvolvimento mülleriano.Estudos prévios de nosso grupo com BAC arrays mostrou uma frequência inusitadamente alta de alterações submicroscópicas (~30%), tanto no grupo de surdez sindrômica quanto no de anomalias müllerianas. As amostras desses estudos eram compostas de indivíduos sindrômicos, por eles apresentarem maior probabilidade de portarem alterações genômicas grandes incluindo vários genes. Como a resolução média nos BAC arrays que foram usados era de 1 Mb, alterações pequenas dificilmente seriam detectadas. O presente projeto pretende investigar alterações no número de cópias de sequências de DNA nas amostras de surdez familial e anomalias müllerianas utilizando uma plataforma de oligonucleotídeos de alta resolução (e 80 Kb). Assim será possível procurar alterações menores com mapeamentos mais precisos, não sendo necessário selecionar indivíduos sindrômicos para chegar a novos genes relacionados a esses quadros.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DANTAS, VITOR G. L.; FREITAS, ERIKA L.; DELLA-ROSA, VALTER A.; LEZIROVITZ, KARINA; DE MORAES, ANA MARIA S. M.; RAMOS, SILVIA B.; OITICICA, JEANNE; ALVES, LEANDRO U.; PEARSON, PETER L.; ROSENBERG, CARLA; MINGRONI-NETTO, REGINA C. Novel partial duplication of EYA1 causes branchiootic syndrome in a large Brazilian family. INTERNATIONAL JOURNAL OF AUDIOLOGY, v. 54, n. 9, p. 593-598, 2015. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.