Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação de teste de resiliência emocional usando um paradigma de realidade virtual de medo associado a variáveis autonômicas

Processo: 21/14073-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2022 - 31 de maio de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Marcus Lira Brandão
Beneficiário:Marcus Lira Brandão
Instituição-sede: Instituto de Neurociências e Comportamento (INEC). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Manoel Jorge Nobre Do Espirito Santo ; Norberto Cysne Coimbra ; Rita de Cassia Camargo Brandão ; Ruth Estevão
Assunto(s):Ansiedade  Medo  Pânico  Neurociências 

Resumo

Tendo em vista a emergência de pandemias que assolam a saúde pública no Brasil e no mundo gerando efeitos devastadores na população e, sobretudo, deixando sequelas no âmbito da saúde mental de indivíduos com experiência própria do contágio ou tiveram pessoas próximas que foram acometidas por essas doenças torna-se imperativo empreendermos ações que visam promover estratégias que melhorem as condições emocionais das pessoas para lidar com as ameaças e o perigo. Portanto, na perspectiva de uma atuação mais visível seja agora, como na pós-pandemia, torna-se necessário instalar serviços de atendimento no contexto da saúde mental tendo em vista as manifestações distópicas que surgem em indivíduos que vivem na emergência social decorrente das alterações mentais determinadas pela incerteza do conflito entre preservar-se ou sair em busca do sustento e da sobrevivência da família. O quadro atual exige ações que visem estabelecer testes, estratégias e mecanismos para i) detectar o nível de comprometimento da saúde mental determinado pelo novo modus faciendi social. Este projeto apresenta um modelo que associa os efeitos comportamentais determinados pela distância e intensidade de eventos aversivos (no presente caso, ruído branco de moderada e alta intensidade) às alterações nas frequências cardíaca, respiratória e níveis de saturação de oxigênio no sangue durante um paradigma virtual dinâmico presa/predador, desenvolvido aqui no INeC. Ao longo do projeto vamos acrescentar no aplicativo registros da pressão arterial, condutância elétrica da pele e capnografia. Neste contexto, pretende-se avaliar a condição emocional de indivíduos vivendo nas condições de estresse social dos tempos atuais. Ao lado disso, na medida em que as condições socioeconômicas e sanitárias se deterioraram, no que tange aos determinantes sociais da pandemia, é certo que foi criado um cenário de alta complexidade com consequências importantes no recrutamento dos processos adaptativos que modulam as redes neurais de defesa ativadas pelas mais diversas fontes de estresse emocional subjacentes às manifestações dos diversos tipos de ansiedade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)