Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema renina angiotensina subcelular como possível mediador do efeito cardioprotetor do hormônio tireoidiano no modelo de isquemia/reperfusão

Processo: 13/04703-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 15 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Maria Luiza de Morais Barreto de Chaves
Beneficiário:Ivson Bezerra da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/21464-8 - A caveolina-1 modula a genesis da arritmia cardíaca por regular a via de sinalização cSrc e a homeostase das junções celulares? Papel do hormônio tireoidiano, BE.EP.DD
Assunto(s):Óxido nítrico sintase   Hormônios tireóideos   Cardiotônicos   Angiotensina II

Resumo

O coração está sob ação direta de vários fatores hormonais capazes de modular direta ou indiretamente o trofismo cardíaco. A angiotensina II (Ang II), caracterizada como um dos principais efetores do Sistema Renina Angiotensina (SRA), é um potente peptídeo vasoativo e exerce inúmeros efeitos biológicos através de seus receptores (AT1 e AT2). No tecido cardíaco, a Ang II promove hipertrofia dos cardiomiócitos e hiperplasia dos fibroblastos, o que resulta no aumento da massa cardíaca - hipertrofia. O coração também corresponde a um dos principais alvos dos Hormônios Tireoidianos (HT), os quais, entre outras ações, também influenciam o trofismo cardíaco, por ações diretas e indiretas. Nos últimos anos alguns trabalhos têm evidenciado uma estreita relação entre o processo de hipertrofia cardíaca induzida pelo HT e a ativação de componentes do SRA. Em nosso laboratório, demonstramos que ratos hipertireoideos tratados com inibidor do receptor AT1 apresentaram prevenção do processo hipertrófico tanto in vivo como in vitro. Entretanto, na literatura, há trabalhos revelando que a inibição do AT1 não aboliu o efeito cardioprotetor promovido pelos HT na recuperação da função cardíaca no modelo de Isquemia/Reperfusão (I/R). Considerando que: - os estudos a respeito do papel do receptor AT2 no modelo de I/R são bastante escassos; - estudos recentes têm demonstrado que o processo de I/R promove diminuição na expressão do receptor AT2 no miocárdio, com consequente prejuízo funcional, enquanto o aumento de sua expressão melhora a recuperação da função cardíaca; - e ainda o fato do hipertireoidismo levar ao aumento da expressão do receptor AT2 (aprox. 50%) no coração, nós temos como hipótese deste estudo que, pelo menos em parte, o papel cardioprotetor exercido pelo HT pode ocorrer com a participação do receptor AT2. Esta hipótese está sendo testada utilizando o modelo de I/R em corações isolados de camundongos geneticamente modificados, os quais não expressam o receptor AT2 ativo, submetidos a elevados níveis de T3. O papel das óxido nítrico sintases (NOS), também ativadas por elevados níveis de HT, normalmente acionadas em resposta a estresse isquêmico e descritas como responsáveis pelo aumento da síntese do óxido nítrico (NO) será também avaliado neste estudo, assim como a participação do SRA subcelular mitocondrial, recentemente descrito na literatura. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, IVSON BEZERRA; GOMES, DAYANE APARECIDA; ALENINA, NATALIA; BADER, MICHAEL; DOS SANTOS, ROBSON AUGUSTO; BARRETO-CHAVES, MARIA LUIZA M. Cardioprotective effect of thyroid hormone is mediated by AT2 receptor and involves nitric oxide production via Akt activation in mice. HEART AND VESSELS, v. 33, n. 6, p. 671-681, JUN 2018. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Ivson Bezerra da. Efeito cardioprotetor do hormônio tireoidiano no modelo de isquemia/reperfusão: participação do sistema renina-angiotensina.. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.