Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da fosfodiesterase CNP associada a mielina com a esquizofrenia

Processo: 16/07948-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Daniel Martins-de-Souza
Beneficiário:Bradley Joseph Smith
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08711-3 - Desenvolvimento de um teste preditivo para medicação bem sucedida e compreensão das bases moleculares da esquizofrenia através da proteômica, AP.JP
Assunto(s):Esquizofrenia   Proteoma   Proteômica

Resumo

A CNPase (2',3'-Cyclic-nucleotide 3'-phosphodiesterase) tem se mostrado um potencial biomarcador proteico da esquizofrenia, dada a identificação de sua expressão diferencial de forma específica e consistente em tecido cerebral humano coletados de pacientes. A esquizofrenia afeta 0.5% da população mundial e é responsável por uma larga gama de sintomas que impossibilitam os pacientes de viver socialmente. O diagnóstico da esquizofrenia é puramente clinico, já que até agora não há um exame molecular que detecte a doença. Para melhor compreender o papel da CNPase na esquizofrenia, as vias bioquímicas nas quais esta proteína participa precisam ser identificadas e avaliadas. Isso será feito no presente projeto através da análise comparativa da CNPase imunoprecipitada junto de seus parceiros proteicos (interactoma proteico) do cérebro de pacientes com esquizofrenia e controles. Os interactomas serão analisados por espectrometria de massas em larga-escala (shotgun) e quantificados por algoritmos computacionais sem marcação isotópica (label-free). A melhor compreensão e quantificação das proteínas associadas à CNPase em tecido cerebral pode prover importantes dicas sobre as causes ou efeitos desta proteína sobre a esquizofrenia e seu potencial como alvo de novas terapias.