Busca avançada
Ano de início
Entree

Matéria superdensa no universo

Processo: 13/26258-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Pesquisador responsável:Manuel Máximo Bastos Malheiro de Oliveira
Beneficiário:Manuel Máximo Bastos Malheiro de Oliveira
Instituição-sede: Divisão de Ciências Fundamentais (IEF). Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos, SP, Brasil
Pesquisadores principais:João Braga ; Jorge Ernesto Horvath ; Jose Carlos Neves de Araujo
Pesq. associados:Carlos Frajuca ; Cláudia Vilega Rodrigues ; Erico Luiz Rempel ; Jose Carlos Neves de Araujo ; Laura Paulucci Marinho ; Márcio Eduardo da Silva Alves ; Nadja Simão Magalhães ; Odilon Lourenço da Silva Filho ; Odylio Denys de Aguiar ; Rodolfo Valentim da Costa Lima ; Rubens de Melo Marinho Junior ; Tobias Frederico
Auxílios(s) vinculado(s):17/01142-4 - Da descrição do regime não perturbativo da cromodinâmica quântica à aplicação da teoria quântica de campos à física da matéria condensada, AV.EXT
17/05610-2 - The X-ray Universe 2017, AR.EXT
17/03145-0 - SIAM conference on applications of dynamical systems, AR.EXT
16/08874-8 - 20th EUROPEAN White dwarf workshop, AR.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):17/14289-3 - Variáveis cataclísmicas magnéticas: evolução secular com o código BSE e modelagem de emissão com o código CYCLOPS, BP.PD
18/06759-2 - Nucleossíntese na fusão de estrelas compactas, BP.DD
18/00423-2 - Participação em projeto de pesquisa e desenvolvimento de tratamento de superfícies de nióbio dos transdutores da antena de ondas gravitacionais Schenberg, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 17/13551-6 - Desenvolvimento do sistema imageador do experimento protoMIRAX e determinação de parâmetros dinâmicos do candidato a buraco negro 1E1740.7-2942 através da linha K alfa do ferro, BP.DR
16/25143-7 - Problemas de dois e três corpos relativísticos no espaço de Minkowski em (2+1) e (3+1) dimensões, BP.PD
16/03276-5 - Teoria geral de oscillons em cenários com violação da simetria de Lorentz, entropia configuracional e a física dos nanomateriais, BP.PD
16/20059-8 - Modelos de emissão de Soft Gamma-Ray Repeaters/Anomalous X-ray Pulsars descritos como anãs brancas, BP.IC
15/25972-0 - Desenvolvimento e caracterização do sistema de detectores do experimento MIRAX, BP.PD
15/24393-7 - Modelagem das Polares Intermediárias com o código CYCLOPS, BP.DR
15/08476-0 - Ondas gravitacionais em teorias f(R,T): estados de polarização e fontes astrofísicas, BP.PD
13/15088-0 - Magnetares e os pulsares de anãs brancas magnetizadas, muito rápidas, massivas e estranhas e a geração de ondas gravitacionais, BP.PD
13/04442-8 - Microfísica, evolução e observações de estrelas de nêutrons, BP.DR
11/23996-9 - Estrelas compactas em binárias: investigando a composição da matéria superdensa, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Anãs brancas  Ondas gravitacionais  Estrelas de nêutrons  Pulsares  Quark 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/astronomia_g9hEtl9_23_23.pdf

Resumo

O século 21 começou sem uma resposta satisfatória para um dos maiores enigmas da física da matéria:sob que condições manifestam-se na natureza os graus de liberdade fundamentais da matéria fortemente interagente, quarks e glúons, descritos pela Cromodinâmica Quântica, ou QCD, na sigla em inglês. É consenso que esses graus de liberdade fundamentais estiveram presentes nos primeiros instantes da história do Universo, já que este passou por um processo que confinou os quarks e glúons no momento em que sua temperatura baixou para algo em torno de 160 MeV, resultando na formação da matéria hadrônica ordinária.Experimentos recentes conseguiram recriar, por períodos extremamente curtos, o plasma de quark-gluon em condiçõessimilares às do regime cosmológico. No entanto, existem no Universo atual outros sítios onde se espera que os graus de liberdade da matéria hadrônica apareçam e possam ser relevantes: o interior das estrelas superdensas, no qual a temperatura atinge 10 bilho½s de graus Kelvin e adensidade ultrapassa o valor da densidade de saturação nuclear.Desse modo, o estudo sistemático e abrangente de sistemas que contêm estrelas compactas fornece a possibilidade real de avançarmos na compreensão do diagrama de fases. Porém, é necessário apontar que pela complexidade desses objetos, não é possível avançar substancialmente utilizando apenas um número limitado de linhas de pesquisa e ferramentas, tanto teóricas quanto bservacionais. Neste projeto temático, propomos uma série bastante abrangente de estudosdestinados a melhorar a compreensão do problema das estrelas compactas e seu interior.Diante de novos resultados astronômicos oriundos de recentes missões espaciais, faz-se necessário um avanço teórico que explique a fenomenologia dos objetos compactos revelados. É nesse ponto que este projeto se insere com o objetivo de unir forças de seis instituições paulistas de excelência em astrofísica de estrelas compactas: ITA, IAG-USP, INPE, UNIFESP, UFSCAR e IFSP. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Cientistas investigam mecanismos da formação do Universo 
Vácuo quântico estaria desacelerando a rotação dos pulsares 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Estrelas canibais 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.