Busca avançada
Ano de início
Entree

Realização de estudos químicos, analíticos, biológicos, farmacológicos e tecnológicos para preenchimento das lacunas no desenvolvimento do setor de própolis brasileiro

Processo: 17/04138-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de março de 2018 - 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Jairo Kenupp Bastos
Beneficiário:Jairo Kenupp Bastos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisadores principais:José Maurício Sforcin ; Sergio Ricardo Ambrosio
Pesq. associados:Andresa Aparecida Berretta e Silva ; Antonio Cardozo dos Santos ; Antônio Eduardo Miller Crotti ; Ariane Leite Rozza ; Carlos Henrique Gomes Martins ; Claudia Helena Pellizzon ; Denise Crispim Tavares Barbosa ; José Maurício Sforcin ; Juliana Issa Hori ; Lizandra Guidi Magalhães ; Luis Alexandre Pedro de Freitas ; Luiz Alberto Beraldo de Moraes ; Márcio Luís Andrade e Silva ; Niege Araçari Jacometti Cardoso Furtado ; Priscyla Daniely Marcato Gaspari ; Raquel Alves dos Santos ; Renato Luis Tame Parreira ; Ricardo Andrade Furtado ; Rodrigo Cassio Sola Veneziani ; Vanessa Leiria Campo ; Vera Lúcia Lanchote ; Vladimir Constantino Gomes Heleno ; Wilson Roberto Cunha
Auxílios(s) vinculado(s):18/05080-6 - EMU concedido no processo 2017/04138-8 para sistema de cromatografia líquida de alta pressão semipreparativo modelo LC-20AR, AP.EMU
Bolsa(s) vinculada(s):18/25010-2 - Isolamento e identificação de componentes químicos das própolis marrom e verde, BP.PD
18/16172-9 - Desenvolvimento e caracterização de carreador lipídico nanoestruturado contendo própolis vermelha brasileira em formulações fotoprotetoras, BP.MS
17/08386-6 - Estudo fitoquímico, desenvolvimento de método analítico e avaliação biológica da própolis marrom produzida por Apis mellifera a partir de Morus alba, BP.DR
+ mais bolsas vinculadas 18/17402-8 - Efeitos da associação da cisplatina com extrato etanólico de própolis verde na linhagem celular A549: uma análise de morte celular, BP.IC
17/01618-9 - Estudo do potencial hipocolesterolemiante e antioxidante da própolis verde e da fração rica em Artepelin C in vitro e em modelo de hipercolesterolemia induzida por dieta em cobaias (Cavia porcellus), BP.PD
18/13700-4 - Desenvolvimento de métodos por HSCCC para isolamento e identificação dos constituintes da própolis vermelha, BP.PD
18/00979-0 - Potencial da própolis verde e frações contra a nocicepção induzida por formalina, BP.IC
18/09601-0 - Estudo fitoquímico e avaliação antimicrobiana da própolis marrom produzida por Apis mellifera L. a partir de Eucalyptus spp, BP.IC
18/02370-3 - Avaliação do potencial quimiopreventivo do extrato hidroalcoólico da própolis vermelha brasileira, BP.MS
18/03476-0 - Biotransformações da bacarina da própolis verde utilizando fungos filamentosos e bactérias da microbiota intestinal, BP.MS
18/06675-3 - Estudo toxicogenético do extrato hidroalcoólico da própolis vermelha em células de mamíferos in vitro e in vivo, BP.IC - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Produtos naturais  Própolis  Métodos de análise  Farmacologia  Brasil 

Resumo

As própolis brasileiras produzidas por Apis mellifera denominadas verde, marrom e vermelha, com cerca de 200 toneladas produzidas por ano, têm grande importância econômica, devido às suas atividades biológicas e exportação para vários países, como Japão e China. As principais origens botânicas das própolis brasileiras são: Baccharis dracunculifolia para própolis verde; Araucaria sp, Eucalyptus sp e outras plantas para própolis marrom; Dalbergia ecastophyllum para a própolis vermelha. Em 2005, a ANVISA publicou nota técnica sobre o Registro de produtos contendo própolis, bem como a RDC no 24/2011 autorizando o registro de medicamentos à base de própolis. Todavia, ainda não existem medicamentos à base de própolis registrados na ANVISA até a presente data. Há, ainda, muitas lacunas, uma vez que a ANVISA demanda a realização de estudos químicos, analíticos, farmacológicos e tecnológicos para garantir segurança, eficácia e qualidade no desenvolvimento de novos medicamentos. Assim, propõe-se a realização de etapas complementares quanto aos estudos fitoquímicos para obtenção de extratos padronizados e compostos a serem utilizados no desenvolvimento de métodos analíticos; na obtenção de derivados semissintéticos; nos estudos de estabilidade e degradação; nos estudos de bioacessibilidade, de biotransformação, farmacocinética e farmacodinâmica; nos estudos in silico para determinação da relação estrutura atividade e análises de docking; no desenvolvimento de formulações farmacêuticas; nos estudos toxicológicos in vitro e in vivo; nos estudos de genotoxidade e mutagenidade; nos ensaios anti-inflamatórios, imunomodulatórios, antimicrobianos, antiparasitários, antiproliferativos, cicatrizantes e gastroprotetores, entre outros. O objetivo maior desta proposta é agregar valor para o setor apícola brasileiro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-doutorado em Química de Produtos Naturais com Bolsa da FAPESP 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PIOTROWSKI, MAURICIO J.; NAGURNIAK, GLAUCIO R.; DA SILVA, EDER H.; PARREIRA, RENATO L. T. Bare versus protected tetrairidium clusters by density functional theory. Physical Chemistry Chemical Physics, v. 20, n. 46, p. 29480-29492, DEC 14 2018. Citações Web of Science: 0.
COSTA, PHILIPE; ALMEIDA, MARILIA O.; LEMOS, MARIVANE; ARRUDA, CAROLINE; CASOTI, ROSANA; SOMENSI, LINCON BORDIGNON; BOEING, THAISE; MARIOTT, MARIHA; DE ANDRADE FONSECA DA SILVA, RITA DE CASSIA MELO VILHENA; STEIN, BRUNA DE PAOLI; DE SOUZA, PRISCILA; DOS SANTOS, ANA CAROLINE; BASTOS, JAIRO K.; DA SILVA, LUISA MOTA; DE ANDRADE, SERGIO FALONI. Artepillin C, drupanin, aromadendrin-4'-O-methyl-ether and kaempferide from Brazilian green propolis promote gastroprotective action by diversified mode of action. Journal of Ethnopharmacology, v. 226, p. 82-89, NOV 15 2018. Citações Web of Science: 0.
BOLDA MARIANO, LUISA NATHALIA; ARRUDA, CAROLINE; SOMENSI, LINCON BORDIGNON; MICHELS COSTA, ANA PAULA; PERONDI, EDUARDO GNOATTO; BOEING, THAISE; MARIOTT, MARIHA; DE ANDRADE FONSECA DA SILVA, RITA DE CASSIA MELO VILHENA; DE SOUZA, PRISCILA; BASTOS, JAIRO KENUPP; DE ANDRADE, SERGIO FALONI; DA SILVA, LUISA MOTA. Brazilian green propolis hydroalcoholic extract reduces colon damages caused by dextran sulfate sodium-induced colitis in mice. INFLAMMOPHARMACOLOGY, v. 26, n. 5, p. 1283-1292, OCT 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.